Evento reúne craques do futebol para homenagear vítimas da tragédia-crime da Vale em 2019

Partida aconteceu hoje (23/03), no campo Canto do Rio, em Brumadinho, e contou com a presença de vários jogadores veteranos, entre eles, o Rei Reinaldo, o maior atacante da história do Atlético-MG, que durante a ação fez um gol por justiça às 272 vítimas do rompimento da barragem da Vale. Até hoje ninguém foi responsabilizado.

Brumadinho, 23 de março de 2024 –  Um grito por justiça e não esquecimento do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, foi com esse intuito que a AVABRUM (Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos pelo Rompimento da Barragem Mina Córrego do Feijão Brumadinho) realizou na manhã de hoje, o Futebol por Brumadinho: Justiça por 272 vítimas. Até hoje ninguém foi responsabilizado. 

Além de pedir por justiça, ação também teve o objetivo homenagear todas as vítimas da tragédia-crime, em especial aqueles trabalhadores que também se dedicavam ao esporte jogando ou ajudando na gestão de times locais, como Canto do Rio, Brumadinho, Itaguaense, Juventus, Novo Ideal, Aroucas, Estrela Marinhense e Primos, além do time da Associação Deixa que Eu Chuto.

Partidas 

Foram três jogos de futebol, um entre crianças e os demais reunindo uma seleção de masters mineiros contra seleções de parentes e amigos das vítimas mortas na tragédia. 

A seleção de parentes das vítimas teve o reforço de Reinaldo, o grande ídolo da história do Atlético-MG, com 255 gols marcados em 475 jogos, que marcou um gol por justiça às 272 vítimas. “Minas não é só minério, Minas também é solidariedade. Estou nesse jogo para deixar claro que não concordo com a impunidade”, disse.

Estevam, lateral que atuou por dez anos no América, também participou da partida. “Para mim, será uma espécie de homenagem ao Eudes (Eudes José de Souza Cardoso), um amigo que perdi naquele dia. Era um volante das antigas, pegador. Sinto falta dele. O jogo é importante para que a tragédia não seja esquecida jamais”, afirmou.

Jogo terminou em 7 a 1 para a Seleção Master Mineira. 

Do luto à luta 

“Nós temos que dar visibilidade a luta da AVABRUM em todos os meios, e o futebol, é uma paixão nacional, é uma forma de impactar pessoas. Nós tivemos o apoio de muitos jogadores, atletas, ex-profissionais, e isso fortalece a nossa luta”, disse Alexandra Andrade, diretora da AVABRUM, que perdeu o irmão Sandro Andrade Gonçalves, e o primo, Marlon Rodrigues Gonçalves na tragédia-crime da Vale.

Na arquibancada 

Participou do evento também Darlei Pisetta, pai de Bernardo, goleiro da base do Flamengo, morto no incêndio do Ninho do Urubu, também há cinco anos. “Ele também é parte de um crime ainda sem justiça”, afirma Alexandra Andrade. 

Transmissão

O evento Futebol por Brumadinho: Justiça para 272 Vítimas, foi transmitido ao vivo dos canais do Youtube da AVABRUM e do projeto Legado de Brumadinho*, e está disponível para visualização.

Conheça os jogadores que também foram vítimas da tragédia.

Compartilhar:

Pesquisas